segunda-feira, 8 de junho de 2009

O maldito dia dos namorados!!!

Tenho horror ao dia dos namorados...
E nessa semana eis que o maldito dia se faz presente, literalmente...
Data comercial, motivo de tristeza pra muitos, prejuizo pra outros ou uma oportunidade de dar uma trepadinha sem que a tia velha gorda acorde na poltrona...
É um dia meramente comercial e o pior que isso é presentear alguem...
Odeio de morte, em qualquer ocasião...
Nunca acerta o numero, a cor, o tamanho, o cheiro, o gosto...
E o que era pra ser legal vira um inferno, num relacionamento infernal como o meu, por exemplo, resultaria no rompimento, com certeza... Então, pra "invitar pobrema", eu cheguei a uma justa conclusão de não dar nada pra ele e não ganhar nada em troca... O que achei ótimo, afinal, me poupa o tempo de comprar algo que com certeza ele vai odiar...

Esse dia é tão maldito que tem fila no cinema, no motel, na sex shop, na farmácia, em todo lugar...
É chato e sem sentido, no meu caso, diria até hipócrita... Não só eu mas a maioria dos casais se dão super mal o tempo todo e no dia dos namorados tudo fica como na primeira vez que se conheceram??? Balela pura... No dia seguinte vai continuar a mesma merda de sempre...

Nunca vi o amor com bons olhos, sempre achei a pior coisa do ser humano, todas as maiores desgraças e atrocidades que um ser humano já cometeu, disse ter feito pelo amor ou por Deus... Por isso não acredito em nenhum dos dois...
No máximo vc pode dar a sorte de aturar alguem e esse alguem te aturar, mas a maioria estraga uma coisa que poderia ser bonita , se casando, tendo filhos e arruinando o que poderia ser perfeito...
A pessoa que eu estou é a que mais amei na minha vida, mas juro, que nem a visão do inferno é tão pior quanto a idéia de me casar com ele, de passar 1 mês se quer junto dele... Deus me livre!!!
O sujeito vem na minha casa pra notar a limpeza e a arrumação, pra reclamar dos copos na pia e da poeira em cima do rack... Reclama que não faço janta e que raramente tenho saco pra namorar durante a semana...
Eu quero a morte... Não sou (graças a Deus) casada com ele e não pretendo ser nunca, nem noiva, acho que fugiria de um par de alianças feito o diabo da cruz...
Não sonho em passar a vida toda ao lado dele ( e nem de ninguem... Ahhhhh) , seria a maior estupidez da minha vida, ele é um garoto de 22 com mentalidade de um menino de 15, looogo, nunca demos certo, nem em 20 anos de namoro vai dar, um dia ele acorda e descobre que as coxas da vizinha dele parecem ser mais gostosas e tchau-tchau pra mim... Homens são imaturos assim, eles não querem saber da sua inteligencia, se vc tambem joga Magic, se ja salvou todos os Resident Evil's lançado, se vc sabe sobre geografia ou se já leu um livro do Saramago... Eles querem vc sem roupa (de preferência) e de pernas abertas... Feito isso, eles não vai se importar se vc é a pessoa mais legal e inteligente do mundo ou a mais estúpida...
Ok, confesso que to improdutiva hoje devido a carga de calmantes que tomei ontem, ou como eu as chamo atualmente "Pílulas de bom comportamento social"... A pedido do meu amado...
Afinal, ele tem pavor de estar comigo num lugar onde os amigos dele esteja, perdeu totalmente a confiança em mim e tem pavor de de me ver abrindo a minha boca , ele sabe que rivotril 2.0 não mantem ninguem bom por mais de 20 minutos, tomei para agrada-lo e garantir que minha boca não iria abrir por nada no mundo: e funcionou, dormi 20 minutos após ingerir a belezinha... Mas como nunca tá bom ele ficou bravo porque eu capotei e perdi os sentidos, por assim dizer...

Bom, mas o que eu quero postar mesmo, é uma coisa que li na VEJA , do escritor Ivan Angelo, e achei tão bonito, e principalemnte, banal...
É exatamente como as coisas são, mas poucas pessoas tem talento para descreve-las...

VOCÊ AMA, MAS... (Ivan Angelo - VEJA São Paulo , 10 de Junho de 2009)

Não é o tempo inteiro que você ama quem você ama. Há intervalos, pausas, preguiças. As vezes você passa um tempo sem amar quem você ama. Mas basta um perigo, uma doença, um assédio para você despertar para o seu amor, como de uma cochilada.
Nada a ver com desinteresse. As vezes quem você ama faz alguma coisa que não é legal, que mexe com você, como uma palavra num tom errado, mas é coisa pequena, não vale a pena cobrar. Fica aquela preguiça, corpo mole. Beija mas não é aquele beijo.
Outras vezes você acha que o seu amor falhou com você. Ou porque se esqueceu do seu aniversário , ou porque não ligou o dia inteiro, ou porque ligou o dia inteiro, ou porque passa tempo demais na internet, ou com fones nos ouvidos, desligado de você.
Então você se permite um tempo para descansar um pouco do seu amor. Acha que está dando mais do que recebendo, e com isso tem deixado de fazer coisas, suas coisas. Aproveita o tempo para responder a e-mails acumulados, enviar fotos que ficou devendo, lavar o carro, copiar a chave perdida, levar o cão´para um banho e tosa, pagar uma visita, levar aquele sapato para o conserto, talvez pedalar num parque. É gostoso esse tempo em que você não ama quem você ama, é quase como um fim de semana prolongado, sem viajar.
Tem horas em que você não se lembra de que está amando quem você ama, com tanta coisa pra fazer disputando espaço na sua cabeça: trabalho, vestibular, currículo, entrevista, negócio, mãe, prestação vencida, filho, escola, compromissos, trânsito - e se distrai. Nessas horas você não está amando quem você ama.
Não são falhas, são intervalos.
Chega um dia que você precisa receber mais atenção de quem você ama, está carente, hipersensível, e não recebe. Em resposta, você dá uma recuada. Ou tem dia em que você está muito afim e não coincide, e aí você recolhe a mão curiosa. Ou quer carinho e a mão não chega. Você vai para dentro da sua concha e deixa de amar quem você ama por um tempo variável de minutos a dias.
Pode acontecer uma vacilada. Não é que você não esteja mais amando quem você ama, é só um vacilo. Por exemplo, encontra casualmente uma paquera dos tempos de faculdade, ou uma paixão de colégio, aquela coisa que não chegou a ser, e alonga a conversa, fica testando se a outra parte desencanou total como você ou se guardou alguma coisa, é mais vaidade do que curiosidade, você fica tentando captar algum sinal, nem sabe se teria coragem, e nada acontece, e se despedem, e você passa uns dias com aquela imagem voltando...- e nos momentos dessa inquietação nostálgica você não está se lembrando de que ama mesmo é quem você ama.
Chuva, quando se está só, tambem deixa a gente precisando. Em caso de viagem chega a doer, e você percebe que é saudade de abraço, da coisa física que é o abraço, impessoal de tão abraço. Nesse momento animal você nem está amando quem você ama, aquela coisa é só você, solidão.
É exaustivo manter a corda do amor esticada o tempo todo , e você descansa o braço para relaxar. Não é desamor, é uma pausa para beber água - mas já pensou se aquela bandida ou aquele bandido passa numa hora frágil dessas??? São coisas que acontecem ao longo de um amor , e o momento passa sem bandidos , que apenas riscam a paisagem e somem como pássaros.
Quando você dorme, você não ama. É o melhor descanso. E quando sonha, então? Pode até permitir carícias de fantasmas, mas não é você que está ali, é tudo uma fantasia da qual quem ama retorna sem culpa .
Não é sempre que você ama quem você ama, mas quando se dá conta, já passou uma vida inteira amando quem você ama.

4 comentários:

Djuli- Thats what she said disse...

Cara...Voce simplesmente leu meus pensamentos!!
" Não só eu mas a maioria dos casais se dão super mal o tempo todo e no dia dos namorados tudo fica como na primeira vez que se conheceram??? Balela pura... No dia seguinte vai continuar a mesma merda de sempre..." (2)

Pra voces terem uma noçao da tosqueira: Em 23 anos "comemorei" a data 4 vezes!!
Ano passado foi a ultima. Desde entao JUREI que mesmo casada nao dou presente nunca mais.
Motivo!? Eu dei presente e nao ganhei.

*Acho que isso nem merece ser desenvolvido, né!?

Ate hoje ele jura que me enviou uma carta. E faz 1 ANO que eu to esperando!!HAHAHAHAAHAHAHAH

Olha, nao é nem pelo PRESENTE em si, mas pela situaçao. Porque é TOSCO voce dedicar seu tempo e fazer algo com CARINHO pra agradar alguem em troca de...Nada??

Eu aproveitei que tem varias promoçoes e ME dei presentes!
Vou ate escrever sobre isso esses dias! d:-))

You're not alone, girl!!

Viviz - Wicca® disse...

Lendo esse post eu vejo que encontrei o Homem perfeito p/ mim!
Ela é atencioso, carinhoso e me aguenta há 6 anos!

Mas eu acho que essa fase serve p/ a gente se conhecer melhor!
Tanto que nunca erramos no presente (Seja por tamanho, gosto, cor, etc)!
Nós aprendemos a sondar o que o outro quer e assim não errar feio na escolha depois!

E sim nós já brigamos (Afinal nem tudo são flores).. Acho que umas 4x somente nesse período todo!

Uma delas por causa da cor do cabelo (Ele odiou quando comecei a usar o vermelho fluorescente da Contrasti)!
Ele é super discreto e eu espalhafatosa d+!
Mas esse equilibrio tem funcionado bem até hj!
;p

De resto!
Não tenho do que reclamar!
Me vejo sim casada, c/ 2 filhos (No Máximo), mas isso são planos p/ daqui a muitos anos!

Afinal temos 6 anos de namoro (4,5 oficialmente) e muitos planos p/ realizar antes dessa etapa!
Tais como: Trocar de carro (Afinal o meu não tem como carregar bagagem de familia e carrinho de BB) e arrumar um lar!

Ps - Por acaso estou agora arrumando o presente de dia dos namorados dele! x]
Esse ano eu mesma resolvi fazer a maior parte do presente ao invés de gastar rios de $$$!

Liиε disse...

Credo, se vc é tão revoltada com ele, pq não o larga de mão? Será mesmo que vale a pena ficar se privando (como tomar remédios, não falar oq pensa na hr q qr) está valendo a pena?? Pense bem, se vc encontrar alguém especial (quem sabe) o dia dos namorado poderá não ser um inferno!

Eu namoro a 4 anos e vejo essa data capitalista como um dia a mais para expressarmos o nosso amor, e se a grana não tivesse curta eu dava o mundo para ele (assim como eu sei que ele daria para mim).

Olhe um ex. em 2006 ele pintou o chão da minha rua dizendo que me ama ;) mto significativo.

Bjus!

Erika disse...

meodeos. o_ô

sei la, eu asho essa data para ficar junto com seu namorado...

por exemplo ambos estamos duros, mesmo assim saimos e compramos um fondue de chocolate e comemos juntinhos nessa friaca que ta.. xD

mesmo ele não me dando presente, nem eu pra ele, o fim de semana intero foi amor, e continuamos no amor, e sempre estaremos no amor.

agente brigou 4x se foi muito.
porque alem de namorado, ele é meu melhor amigo