terça-feira, 17 de novembro de 2009

5 filmes de horror imperdíveis (por mim)


O cinema de horror vem agradando cada vez mais pessoas. Apesar de um pouco discriminado em relação aos outros gêneros, ele vem sedo reconhecido como realmente merece. Hoje em dia já se admite que "O bebê de Rosemary" é um filme de horror, antes, no máximo era um suspense E OLHE LÁ!!! O cinema nacional de horror ainda não tem muito espaço... na verdade diria que não há quase espaço algum e muito pouco reconhecimento do nosso mestre "Zé do Caixão" ou "José Mojica Marins" que, por sinal, é muito conceituado fora do nosso país.


Antes de expor a minha lista de 5 filmes imperdíveis de horror, vamos logo conceituar o o gênero. Quando fiz meu curso de História do Cinema de Horror, o professor (e jornalista Carlos Primati) explicou que, para ser considerado terror o filme precisa ter um monstro não natural deste mundo. Quando se fala em "monstro", ele não precisa sê-lo propriamente dito. O "mosntro" pode ser um comportamento humano, um fantasma, uma casa... qualquer coisa. O filme não precisa causar medo no telespectador, mas o monstro em questão precisa causar medo no filme, para os personagens. A atração pelo desconhecido é muito comum, e ao contrário do que pensam pessoas como meu tio, gostar de filmes de horror não tem nada de mórbido ou sádico. Existe algo mais desconhecido do que a morte?


Bem... vamos à lista


1 - O Iluminado (The Shining) - 1980 - Stanley Kubrick

Pra o topo da lista tinha que ser esse o filme! Ele é PERFEITO e assustador... na verdade, é único filme que me dá medo. Baseado na obra do Stephen King, conta a história de um zelador que é contratado para passar o inverno junto com a esposa e o filho num hotel de verão. Apenas os três ficam literalmente presos no Overlook Hotel durante todo o inverno. O local guarda histórias de assassinatos e tragédias, como o do antigo zelador que elouqueceu e matou com um machado a esposa e as filhas, depois se matou com um tiro na cabeça. O filho do zelador atual é um iluminado, ele vê espíritos e coisas que ainda vão acontecer ou aconteceram. Os fantasmas do hotel passam a obsediar Jack, o zelador, que teve um problemas com bebidas e vai enlouquendo como o zelador antigo à medida que seu filho vai descobrindo o ocorreu no local. Além da trilha sonora belíssima, o filme é linda visualmente.


2 - O Exorcista (The Exorcist) - 1973 - Willian Friedkin

Esse não poderia ficar de fora. É um marco na história do cinema de horror. Conta a história de Regan, que pouco a pouco vai mudando sua personalidade de uma forma assustadora. Hoje em dia não causa mais tanto medo quanto causou na época que foi lançado, mas o livro continua assustador e merece ser lido.


3 - Horror em Amityville (The Amityville Horror) - 2005 - Andrew Douglas

Achei essa versão MUITO melhor que a antiga, que por sinal achei um saco. Essa nova versão pode não ser tão original à história real, mas e daí? É bem mais assustadora. A história passa num ritmo melhor e mais rápido que prende você à tela a cada segundo. A fotografia é muito boa e os atores não deixam muito a desejar. Os sustos são inevitáveis e essa refilmagem melhorou muito o ritmo lento e fraco que a versão antiga usou. Quando a família Lutz vai para uma nova casa em Amityville se deparam com uma série de estranhos eventos sobrenaturais, como Jo Die que dessa vez é uma menina e não um porco, amiga da filha da família. Eles sabiam que um ano antes havia ocorrido um terrível assassinato na casa, mas os fantasmas vem de antes. É um dos meus filmes de horror preferido. Há quem não tenha gostado, mas vale a pena assistir nem que seja pra ver o Ryan Reynolds sem camisa.


4 - À meia noite levarei a sua alma - 1963 - José Mojica Marins (Zé do Caixão)

Primeiro filme de horror nacional, pode não ser o melhor do Zé do Caixão, mas um marco importante na história do nosso cinema. Com os pouquíssimos recursos que o Zé do Caixão tinha, ele conseguiu realizar uma obra prima. Vale a pena assistí-lo, se não pela história, pelo menos para saber porque o filme é tão importante. Zé do Caixão está à procura de uma mulher que possa gerar seu filho perfeito. Descrente e violento, mata qualquer um que esteja em seu caminho. Mas Zé do Caixão descobrirá que fantasmas existem da pior maneira. Um filme que, segundo o trailer é violento, sádico, horripilante e TÉTRICO (ahn?).


5 - A orfã (Orphan) - 2009 - Jaume Colet-Serra

Sem exagero... até tremo de emoção quando falo desse filme. Assisti no cinema e fazia séculos que não saía um filme tão bom quanto esse. Não tenho palavras para elogiá-lo, portanto a sinopse: Um casal não supera a morte de um filho que nem chegou a nascer e resolvem adotar um criança já crescida: Esther. A menina começa a apresentar um comportamento estranho e violento, a própria Soraya Montenegro reencarnada após seu acidente de carro (foi assim que ela morreu, não foi?). O filme é maravilhoso e o final é quase orgasmático. Vale a pena assistí-lo.



Organismos leitores... foi bem difícil essa postagem pra mim, não tinha tempo nem idéia para tema. Estou à procura de casa para alugar e consegui agora o que resulta em um monte de contratempos...rsrs. A lista ia ser com 10 filmes, mas só tive tempo de falar sobre os 5, não queria apenas dar o nome dos filmes sem opinar o que acho deles. Depois posto mais 5...rsrs

Beijos e até próxima terça com uma postagem melhor elaborada... haha

=*

8 comentários:

Anônimo disse...

O iluminado é muito massa!! Stanley Kubrik era mto massa tb.

Miguel de Biaso disse...

Stanley Kubrick é um gênio... visualmente o filme é LINDO... *-* E diferente da versão do Stephen King, o filme não é cansativo apesar de consideravelmente longo;

Miguel de Biaso disse...

E a Isabelle Fuhrman de 12 anos, em A Orfã não deixa nada a desejar mesmo na cena que está tentando seduzir o próprio pai... A Orfã é um dos melhores filmes de crianças demoníacas que já assisti, embora não sea muito fã deste tipo de filme, A Orfã é originalíssimo e surpreendente.

 Falávia disse...

Concordo em genero, numero e grau. Só não assisti esse "A Orfã" ainda... ;p

Ericka C. disse...

morro de medo de filmes do gênero... passo longe das prateleiras, até as capas me assustam! tenho pesadelos! hehehehe

Miguel de Biaso disse...

Todo domingo eu alugos uns 4 filmes de horror, um de arte e um infantil... hahaha Minha preferência sempre é horror, acho que estou tão acostumado que perdi o medo...

Queen of Madness disse...

carai... no dia que eu fui ver esse filme com meu filho (a orfã) tinham mudado a censura pra 18 anos, até 17 anos eu assino o termo de responsabilidade ele entra, mas 18 anos não rola.... agora to atiçada pra ver...=P

Marcely disse...

Dicas anotadas. Suas dicas são sempre úteis ;)