terça-feira, 17 de novembro de 2009

Bom dia Coloridos e Coloridas =^-^=
Primeiro post no Aquarelas *-* vou contar uma histórinha *adoro contar histórinhas*.
Tudo começou em algum ponto do ano passado no chat da comunidade Cabelos Coloridos, povo animado, falador, quase não dava para acompanhar tanta gente falando tanta coisa ao mesmo tempo. Eu não participava tanto, nunca fui muito boa nessa coisa de chat: muita gente desconhecida falando ao mesmo tempo, nunca sei o que falar. Mas, sempre tem os 'habituais' e a gente se acostuma, se conhece, se adiciona, troca msn e vira amigo... ou esquece quem é e nunca mais conversa.
Mas a gente sempre tem outros amigos que transcendem o virtual, amigos que moram na mesma cidade ou bem pertinho, alguns até conhecidos pela internet. Nos momentos de 'pico' do chat eu geralmente estava com esses amigos, batendo um papo depois da faculdade, alguma festinha ou reunião da galera - sempre com muito non-sense, besteira e alcóol.
Aí nasceu o grupo do chat no msn e a bagunça do orkut apenas ganhou um novo endereço, novos coloridos apareceram e depois sumiram. Alguns vieram pra ficar...outros para causar, coisa de chat.
Eis que num daqueles dias chatos, uma terça feira preguiçosa e calorenta, dessas que a gente pede pra ficar em casa tomando sorvete e assistindo Era do Gelo pela milésima vez. Mas alguém tinha que ligar na ultima hora pra lembrar que tinha aquela prova na faculdade. Uma hora depois, uma curva, um caminhão e várias fraturas foderam aquela terça feira chata. E todo o resto também.
Aí entram os amigos...espera...cadê? Já ouviram aquela fresezinha besta que fala:" Se quer saber quem são seus amigos, dê uma festa. Mas se quer saber quem são os Verdadeiros amigos, quebre uma perna."? Pois é, não é balela não. Todo aquele povo que ligava o tempo todo pra saber das festas, pra chamar pra sair, mesmo os mais proximos, todos sumiram.
Aí você recebe um e-mail, alguém de outro estado (que você só conversava por msn) te liga pra saber como está e você percebe que as pessoas que moram a quilometros de distancia se importam mais que as que moram a dois passos.
O que o povo do chat tem a ver com tudo isso? Eles se mostraram verdadeiros amigos, não só para mim. Se preocupam uns com os outros, se um some, todos ficam preocupados.
Temos nossas brigas, que depois de um tempo viram paiada, sempre tem alguém disposto a ouvir suas lamúrias, a contar uma piada ou falar uma besteira pra te fazer rir. E não importa o tamanho do drama, sempre tem alguém que vai apoiar, que vai dizer algo legal não só por dizer. Como a Nay disse, somos uma familía [virtual], problemática sim, mas muito unida.
E eu adoro essas cabecinhas de arco-iris!

5 comentários:

 Falávia disse...

óun ♥

gaaaaaaaaaayzona >_<

Rafix disse...

ooounn

angel fofa

Julia disse...

Nhaaaaaaaaaaaaaa

Q amor. S2

Ericka C. disse...

=)

também amo vcs ^^

Naraya Lins disse...

olha meu nome no post, mãe *-* Eu tb amo muito todas vcs. x]