quarta-feira, 29 de abril de 2009

Amizade Nowadays

[Apresentação rápida] Oeoe, eu sou a Anna, enrolei, enrolei e enrolei pra vir postar aqui por uns motivos ae, mas finalmente vim xD E eu vou postar as quartas, mesmo dia da Marcely, pq nós duas pintamos o cabelo de turquesa. Brinks! Mas foi bem por ai que a Marcely me colocou quarta :D YSAHUASUHAASHUASH [/Apresentação rápida]

Então...

Sinceramente, quantos amigos verdadeiros você tem? Aqueles com quem você pode realmente contar, não só nos momentos bons como nos ruins também?, aqueles que te puxam para cima quando você cai em um buraco? Penso que existem 3 tipos de pessoas no círculo social de alguém: os apenas conhecidos, aquelas pessoas para quem falamos oi e tchau; ou amigos, com quem falamos sempre e até dividimos bons momentos. Mas com apenas um grupo dividimos mais do que os momentos agradáveis: os verdadeiros amigos.

Acho que ninguém pára para classificar os “amigos” desta forma, porém fazemos isso inconscientemente. Todo mundo sabe que tal pessoa é apenas uma conhecida, mas não porque parou para colocá-la nesse grupo.

Tenho amigos de todos os tipos. Aqueles com quem me dou extremamente bem e aqueles que tem opiniões tão diferentes das minhas que fazem com que eu me pergunte como os agüento todos os dias. Tem aqueles que torcem para o mesmo time que eu, aqueles que pintam o cabelo de cores “estranhas”, aqueles que sabem tudo sobre mim. O que eles tem em comum? Eu estou sempre ao lado de cada um deles, e sei que eles estarão sempre ali quando eu precisar.

Hoje em dia é fácil dizer que tem um best (ou mais de um) e daqui a 3 meses mal falar com a pessoa, e já tendo outro best, que conheceu há 5 dias. Hoje em dia, amizade é uma coisa banalizada. A falta de valor que dão para uma amizade é incrível, principalmente por causa do orgulho. Não tenho amigos em demasia, mas faço tudo o que posso por aqueles que tenho. Já perdi amizades por ser sincera demais às vezes, já vi o orgulho de uma pessoa destruir uma amizade que poderia durar anos e anos. Já comecei a ser ignorada por uma pessoa por tentar ajudá-la, e o orgulho a impede de falar mais que “oi” para mim. Isso porque nos falávamos o tempo todo, no colégio, no MSN e via SMS! Meus melhores amigos (é, no plural por não acreditar em um ÚNICO melhor amigo, acho apenas que as pessoas são diferentes – acho que isso só faz sentido na minha cabeça) aprenderam pouco depois de me conhecer que eu ODEIO pessoas que ficam dando indiretas pra mim. Se for falar algo, que diga na minha cara. Mas eu percebi com a vida que nem todo mundo gosta assim, por mais que você tente escolher as palavras para explicar um problema grave na pessoa. E foi justamente ai que nós duas erramos (eu por tentar ajudá-la – irônico, né – e ela por ser extremamente orgulhosa). Enfim, acontece. Só contei isso para mostrar a pouca importância que dão para amizades nos dias atuais.

Não estou apenas criticando meus amigos. Também tenho meus defeitos. Sou perfeccionista (por isso gosto de trabalhos em grupo com pessoas que não estejam a fim de fazer) e “adulta” perto deles (então não tenho paciência com meus amigos pequeninos de 16, 17 anos...). Eu me afasto sem perceber das pessoas justamente por isso. Sou extremamente chata, admiro meus amigos pela paciência absurda que eles tem comigo. E também por conta dos meus desabafos imprevisíveis e desprezíveis.

Amizades de anos acabam por nada. Amizades não valem nada no mundo de hoje. Não penso assim. Faço questão de dar valor para cada amigo meu. Alguns eu vivo (mas vivo MESMO) zoando, mas a pessoa sabe que aquilo só significa que eu valorizo a amizade dela. Sabem também que um “Vai se f*der!” pode ser uma forma incomum de se dizer “Valeu, amigo!” (tá... não, mas deu pra entender [x)

Tá, escrevi esse texto enorme, e ainda assim acho que faltou mais da metade do que eu queria falar. Desculpem-me x] E obrigada para quem leu até o final. Prometo melhorar aos poucos =]. Dedicado a Luh, Ana, Carol, Isus, Enrico, Lari, Vitt, Isadora, Kah, Stela, Bruh, Bel, Família Ferdinanda, Batata, Wu, Mari, e aos meus amigos em geral. Auf Wiedersehen! =*

3 comentários:

Marcely disse...

Já vi o orgulho de uma pessoa destruir uma amizade que poderia durar anos e anos. [2]
E a minha amizade nunca é a indispensável do meu pra-mim-melhor-amigo... Nem amores e por aí vai.
Até se eu tiver um gato melhor amigo é capaz ele fugir de casa.
Por isso até agora não alterei minha frase de orkut (How you said you never would leave me alone...Now you're just walking away, when you said you always would stay...), porque pra mim sempre é assim. To deixando assim até que o Eros resolva me deixar também... aí eu posso dizer: ta vendo? eu já sabia ;)

Pat Louro disse...

Cara.. eu tenho poucos, mas bons AMIGOS MESMOS!!! uns moram longe (Djuli por ex). outros moram aqui do lado mas pouco tempo sobra para se encontrar, mas mesmo assim, são amigos sempre! E na necessidade ou na alegria já tive N provas disso! A amizade fortalece e amadurece com o tempo.. eu não preciso falar com eles todos os dias para saber que os amo e vice versa... o sentimento simplesmente existe! Mas já tive mtas decepções tb... mas os que restam HOJE são os amigos pra sempre...
=]

Sophie Lacroix disse...

Choray...Nana, tava empolgada hein!! Mas o que vc disse é certo!! Eu tenho vários melhores amigos e dou valor a cada um deles. Quando eu era criança só se podia ter um...e sem o outro saber eu tinha mais de um melhor amigo. Ele sempre soube, mas sem que os outros soubessem..hahahaha criança é um bicho tão besta!! AFF!

Bjsmeliga!